Files

Action Filename Size Access Description License
Show more files...

Abstract

Neste artigo apresentamos resultados de um projeto sobre narrativas e respostas à estigmatização e à discriminação de Negros Brasileiros, Afro-Americanos, e Mizrahim, Etíopes e Palestinos cidadãos de Israel. A comparação entre Brasil, Estados Unidos e Israel mostra como processos históricos e estruturas socioeconômicas distintas se relacionam com diferentes repertórios culturais, formando dinâmicas de grupos (groupness) diferenciadas. Juntos tais contextos históricos e socioeconômicos, repertórios culturais e dinâmicas de grupos moldam a forma como grupos estigmatizados interpretam suas experiências e avaliam alternativas de reação. No presente texto, enfatizamos o caso brasileiro contrastando as narrativas encontradas aqui com aquelas registradas nos Estados Unidos e em Israel. Na conclusão, exploramos brevemente as possíveis consequências desses diferentes processos culturais para o combate à desigualdade étnico-racial.

Details

Actions